Reverb Shootout

Reverb Shootout entre 5 diferentes plug-ins.

Um teste simples com Exponential Audio, Lexicon PCM, Relab e Revibe

Durante os anos em que fui mixador de cinema no Megacine no Rio de Janeiro, tive a oportunidade de usar os maravilhosos reverbs da TC Electronics e também as Lexicon 480L e 300L. Reverbs incríveis que falam por si só – literalmente.

Devido ao altissímo custos destes hardwares, eles não fazem parte do arsenal de ferramentas do 106db atualmente. Trabalhando totalmente in-the-box dentro do Pro Tools fui desenvolvendo meu som a partir do uso de alguns plug-ins de reverb, dando preferência aos de algoritmo em detrimento aos de convolução como Altiverb.

Primeiro comecei com o Lexicon PCM. Hall para músicas e efeitos mais especiais e o room para colocação de diálogos, foley e efeitos que precisam ser inseridos espacialmente diagéticamente. Depois veio a Exponential Audio do lendário Michael Carnes, programador da Lexicon durante anos, que em vôo solo lançou o Phoenix e R2. Tenho a honra de ser um artista endorser da marca, relação que começou a partir do minha predileção por seus plug-ins.

Mas no meio dessa estória, minha paixão pela Lexicon 480L nunca deixou de existir. Esses dias vi alguma foto na web de um mixador de música com um “LARC” aberto na tela do computador. Lembrei que uma empresa estava há alguns anos buscando desenvolver uma emulação, ou recriação da 480L. A Relab.

Aproveitei o embalo de pesquisa de sons para a série Bruna Surfistinha da TV Zero, que iremos começar a editar agora e fiz esse pequeno shootout entre esses amados reverbs. Inclui o Revibe da Avid, embora não o use regularmente.

O teste é simples: escolhi reverbs das mesmas categorias e tentei garantir que eles tivessem PREDELAY e REVERB TIME muito próximos. Ouça e tire suas conclusões

Reverb Shootout from rcutz on Vimeo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
×