Aquarius vai a Cannes 2016

Aquarius Cannes

Aquarius novo filme de Kleber Mendonça Filho, selecionado para Cannes 2016, está concorrendo a Palma de ouro e foi todo sonorizado no 106db.

Entre o março e abril tivemos o prazer de editar e mixar Aquarius, do diretor Kleber Mendonça Filho. Após uma rápida parceria na mix final de “O Som ao Redor”, primeiro longa do diretor, Ricardo Cutz, volta a trabalhar junto com Kleber, agora como responsável pelo o desenho de som e mixagem.

O processo foi todo realizado dentro do 106db, em uma estrutura centralizada onde edição e mixagem funcionam de maneira integrada até o fim do processo. 3 dias de mixagem também fora realizadas no estudio A da Jls Facilidades Sonoras em São Paulo, um estúdio enorme com uma área de aproximadamente 100m2. A experiência real de ver e ouvir o filme em uma sala de cinema para 250 espectadores.

O filme estrelado por Sônia Braga, conta a estória de Clara, escritora, crítica musical aposentada, mãe de três filhos, viúva, que resiste em vender seu apartamento de uma vida toda, em um prédio pequeno na Praia de Boa Viagem, para uma empreiteira que deseja construir um moderno condomínio.

A sonoridade do filme está fortemente calcada no realismo, com espaços muito bem trabalhados e partilhando de uma trilha sonora impecável, literalmente uma personagem do filme. A sonoridade da cidade real, e a sonoridade da paisagem ideal dividem os sentidos da personagem e do público. Construídas a partir da clara distinção entre exteriores e interiores, amparam a estória em seu desenrolar. A mixagem, busca expressar ao máximo a latidude dinâmica do cinema contemporâneo. Sem arroubos, a mix afirma recorrentemente o acolhimento e pertencimento da personagem principal dentro do filme, do seus domínios e suporta seus ideais.

No 106db mixamos in the box, usando Pro Tools HD 12 e uma controladora Avid S6 M10. A integração entre estes produtos da Avid nos garante um workflow contínuo, acelarando o processo e facilitando as tomadas de decisão inerentes a mixagens de filmes.
Usamos e abusamos, ainda dos reverbs Phoenix Surround e R2 Surround da Exponential Audio, desenvolvidos pelo lendário Michael Carnes.

Algumas publicações sobre o filme:

Variety : http://goo.gl/KNqTLc
NY Times : http://goo.gl/pYfM1o

O Crítico do The Daily Telegraph (uk) postou no twitter
13237637_10154542209570715_4657477448541404215_n

Críticas ao filme após a exibição em Cannes:

Hollywood Reporter: hollywood reporter
Telegraph : Telegraph
Variety : Variety
Folha : Folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
×